quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Nunca entendi essa mania de me sabotar. Desistir do que eu quero e aceitar suas vontades como se fossem minhas, preciso parar de me anular, o tempo inteiro acabo fazendo isso e a única que perde sou eu.

Sempre fui uma pessoa retraída, tímida (eu ainda sou) mas o que hoje eu mais odeio na minha forma de agir a um tempo atras é o fato de não impor a minha própria vontade, permitindo que me controlassem, existe uma unica pessoa no mundo que consegue fazer isso até hoje comigo. E acredite ou não ela nem percebe. O triste é que dessa forma ela nunca vai realmente me conhecer!

Eu precisei ter um surto, ficar com os nervos a flor da pele para poder tomar uma atitude, poder finalmente descobrir quem eu sou, quem eu quero ser. Sem influencias externas, seguindo apenas o meu coração.
Tem sido uma fase complicada de um ano para cá, mas sei que uma hora tudo vai se encaixar, a cada novo dia eu me permito conhecer um pouco mais sobre mim mesmo.
Não vou te culpar por tudo de ruim que acontece, mas as coisas serão diferentes, sou eu que preciso vencer meus próprios monstros...
Cada dia é uma batalha que preciso vencer todas as coisas que você quis pra mim. Estou vivendo um passo de cada vez e aos poucos conquistando o meu espaço, derrubando os obstáculos que surgem no meu caminho e me livrando de tudo aquilo que você sempre quis impor para mim.

Porque no fim das contas, daqui alguns anos o que importa é a pessoa que eu me tornei, afinal quem vai conviver com isso pelo resto da vida serei eu.
Daqui pra frente não quero mais uma vida de arrependimentos, não quero mais viver pensando em como poderia ter sido.

A vida é minha e as consequências de cada escolha serão somente minhas também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário