quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

É o meu CÉU é meu INFERNO

Tento encontrar um ponto de equilíbrio, um motivo real para continuar viva nessa loucura. Sinto que já não existe razão...
Me lembro de tudo que jurei esquecer, das tardes que passei com você, o ponto de ônibus virando a esquina. A memória se tornou a maior inimiga e hoje faz questão de lembrar você, como pode uma musica mudar tudo outra vez...
Prometi que não me importaria mas vi você com ela na nossa esquina, desculpe estou fazendo de novo... invadi seu espaço como se ainda existisse algo entre nós, é só que o seu pra sempre pareceu verdadeiro.
Me lembro de tudo que jurei esquecer...
Construí um castelo em cima das suas mentiras, não demorou muito e ele caiu. Um sonho que virou pesadelo, o que você esperava contos de fadas não existem e os finais felizes estão cada vez mais raros.
Já se esqueceu de mim? Sou aquela que costuma chamar de MEU AMOR.
Tento encontrar um ponto de equilíbrio mais sinto saudades do meu amigo.
O que aconteceu com a promessa de que nada mudaria, era pra ser para sempre mas acabou, não tenho mais noticias sobre você e por raiva rasguei suas cartas...
A memória se tornou a maior inimiga e sempre que a noite chega sou invadida por lembranças de nós dois. O que tínhamos era só nosso, você era meu e eu era sua.
E hoje aqui sentada enquanto espero algo surpreendente acontecer lembrei de tudo que jurei esquecer.
Você é meu herói que virou bandido, o castelo desmoronou e o que era sonho já não é mais nada. Confesso que estou de portas abertas esperando você voltar.
É o meu céu é o meu inferno
Imagino como seria se deixasse tudo para trás, conseguiria te tirar da minha cabeça só desta vez ... Seria possível fazer tudo novo de novo?
Prometeu que estaria aqui mas hoje eu te vi com ela na esquina e fui esmagada por inúmeras verdades dolorosas sobre você, coisas que não queria ver... lembrei dos momentos ruins só para reviver os bons, aquela musica ainda esta gravada em mim MAS VOCÊ ESQUECEU...
É o meu céu é o meu inferno
Fiz tudo por você e mesmo assim te perdi, poderia por favor voltar para mim?
Nos meus sonhos nosso castelo ainda está de pé, era tudo verdade, você era só meu e eu sou só sua. Poderia por favor, voltar para mim, caso não se lembre mais sou aquela que chamava de meu amor. Mergulhei em um mar de lembranças que me trazem você, a memória se tornou a maior inimiga, já rasguei suas cartas mais me lembro de tudo que jurei esquecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário